sábado, 22 de dezembro de 2007

O boxe, por um boxeador.

No boxe...
As vezes um soco, pode ser só um soco, mais as vezes ele pode ser muito mais que isso...
O mesmo soco disperdiçado ao vento poderia ser aquele que desidiria a luta, depende de varias coisas, atras de um soco estão coisas que só quem dá sabe.
Costumo achar pior errar aquele soco quando a guarda do nosso oponente ta aberta, pedindo pra você entrar, do que levar o soco.È pior saber que você falhou do que saber que seu oponente acertou.
No boxe nada é previsivel, só uma coisa, sempre acaba em um soco...
Uma das coisas que me facina no boxe é o momento do noucate, é tudo tão rapido mais ao mesmo tempo demorado, 2 segundos que duram uma eternidade, nessa hora, a mente fica leve é tudo ao seu redor some, até você conseguir um momento de consiencia e lembrar que tem uma luta pra acabar, a face do juiz nessa hora parece mais fria que nunca.
Quando entro no ringue, não sou mais eu, a mente se esvazia de tudo a sua volta, tenho alguns instantes pra ganhar ou perder, qualquer cena que me venha a mente pode por tudo a perder.
O boxe consiste em 1 principio basico, não permetir que seu adversario demontre tudo que ele sabe, provalvelmente você não terá uma segunda chance.
No ringue aquele seu amigo de infancia não passa de um desconhecido que quer te esmurrar até você ficar no chão chorando.

Um comentário: